100%

Diego volta a reivindicar Ecoponto à Prefeitura

Diego volta a reivindicar Ecoponto à Prefeitura Diego defende também a punição das pessoas que depositam lixo em local irregular
Portão precisa imediatamente de um sistema público de destinação de entulhos, porque sem isso parte da população vai seguir descartando lixo em locais inadequados, como áreas públicas, calçadas, sarjetas e canteiros de ruas. Foi o que destacou o vereador Diego Martins (PMDB) na Tribuna do Legislativo, na sessão desta segunda, 21 de agosto. “Já indiquei a solução ao prefeito Renato. Visitamos juntos o Ecoponto de Esteio para ver como funciona. Além disso, tenho um empresário que doaria os contêineres, e outro, a cobertura para eles. E agora a Prefeitura possui fiscais para notificar e autuar quem fizer descarte irregular”, argumentou.

Para o legislador, enquanto o governo municipal não disponibilizar um ecoponto onde a comunidade possa descartar seus detritos, vai ser difícil evitar que a população os jogue na rua ou em terrenos baldios. Foi o que aconteceu no horto florestal, nos fundos da Escola Municipal Edmundo Kern, cuja situação foi denunciada por Diego no dia 22 de maio, na Câmara de Vereadores. Havia galhos, móveis velhos, animais mortos e outros itens descartados irregularmente.

Segundo ele, a Prefeitura limpou o local recentemente, mas moradores insistem em depositar resíduos ali, até porque não sofrem nenhum tipo de punição. “O poder público tem que dar as condições ao povo, tendo uma coleta de entulhos que funcione bem e um local licenciado para isso. Depois é preciso orientar, educar, sensibilizar e, por fim, aplicar multa aos que não se adequarem”, defendeu.

Em seu discurso na Tribuna, o parlamentar disse que, na região, municípios bem menores que Portão já tomaram medidas para gerenciar os resíduos urbanos produzidos por seus cidadãos. Em visita a Salvador do Sul no último final de semana, ele verificou que aquela Prefeitura investiu R$ 55 mil para distribuir 55 contêineres para coleta seletiva de lixo.

Parcão
Outra situação que exige uma ação imediata da Prefeitura é o Parcão. Diego relatou que o complexo desportivo não tem iluminação adequada à noite, o que afasta os frequentadores que vão ao local praticar exercícios físicos. “Temos pedido providências ao Município desde o início deste ano, mas as lâmpadas ainda não foram trocadas. Estive na Secretaria de Obras e me passaram que ainda não foi feito porque o valor seria muito alto, só que isso contribui para a criminalidade”, criticou.

Ainda na sessão desta segunda-feira, ele apresentou mais três demandas de competência da Secretaria de Planejamento, Obras e Viação. Solicitou, por exemplo, o conserto no calçamento da rua 20 de Setembro, esquina com a rua Rio Pardo, no bairro Parque Netto. “A via encontra-se com muitos buracos e com o acostamento danificado”, explicou.

Também pediu que sejam colocadas defensas metálicas em todas as esquinas da cidade onde há faixa de pedestre — as quais, aliás, precisam ser recuadas, senão os carros sempre disputarão espaço com quem está a pé. Além disso, ele quer o recapeamento asfáltico das ruas Cuiabá e Ceará. “Elas encontram-se em péssimo estado de conservação, com buracos sem camada asfáltica, o que obriga os veículos a desviar invadindo a pista contrária, situação que pode ocasionar acidentes”, alertou.

Notícias

COMUNICADO OFICIAL
COMUNICADO OFICIAL

A Câmara de Vereadores terá expediente alterado nos dias 5 e 6 de setembro. O atendimento ao público irá das 7h às 16h. No dia 8 de setembro não haverá expediente.