100%

Kiko anuncia conquista de quinta empresa neste ano

Kiko anuncia conquista de quinta empresa neste ano Em fevereiro, os vereadores Kiko e Leitão visitaram o condomínio da antiga Bayer e negociaram com a empresa Oreotek
Neste primeiro trimestre de 2018, cinco novas empresas se instalaram em Portão em consequência do trabalho desenvolvido pelo presidente da Câmara, Kiko Hoff (PDT). Durante a sessão plenária da última segunda, dia 2, ele relatou que quatro delas se instalaram no antigo complexo da Bayer CropScience, na rua do Comércio, bairro Estação Portão, onde foi estruturado um condomínio industrial com diversões pavilhões.

“Estive secretário da Indústria e Comércio no mês de novembro, onde fiz dezenas de contatos com investidores. Alguns contratos foram fechados apenas neste ano e em uma delas tive o apoio do meu colega Roberto Leitão”, recorda Kiko, que além da vereança também se empenha voluntariamente na captação de investimentos em função de ser empresário e ter ampla rede de contatos.

Segundo ele, a administração municipal acaba de confirmar a vinda para Portão da Olinda Transportes, após negociações que também envolveram a secretária Elaine Reichert, atual titular da pasta da Indústria, Comércio e Meio Ambiente. A transportadora irá alugar uma área construída de 4.000 m² (quatro pavilhões de 1.000 m²) na rua Estância Velha. A propriedade é da empresa Grefortec, que permanece com suas atividades em três dos sete pavilhões. A prestadora de serviços gera cerca de 80 empregos e possui uma frota de 130 caminhões.

O presidente da Câmara salientou que a vinda da Olinda irá colaborar com o município mediante o aumento da arrecadação de impostos. Além disso, irá gerar novos postos de trabalho — principal bandeira do seu mandato. “Mesmo que esses 80 não sejam todos de Portão, a tendência natural é o pessoal daqui ir assumindo as vagas gradativamente”, diz Kiko, que considera o desemprego “a chave de todos os problemas da cidade”.

A ampliação das receitas do governo municipal, diz Kiko, é fundamental para o prefeito Renato Chagas (PDT) realizar a manutenção e a qualificação da máquina pública, ou seja, oferecer um bom serviço à comunidade. Foi por isso que a atual gestão, no ano passado, fez uma força-tarefa para colocar em dia as notas fiscais emitidas pelos agricultores de Portão antes de 2017. “Quando assumimos [a gestão do município], não existia cadastro de agricultores. Somente em 2016 se perdeu R$ 3 milhões em notas que poderiam ter somado ao valor adicionado do município”, lembra.

Medidas de economia
Em seu pronunciamento, o presidente do Legislativo também destacou medidas de contenção de gastos, como o corte de todos os telefones celulares dos vereadores. Dos dois carros que a Casa possuía, um foi devolvido à Prefeitura até o final do ano. Além disso, Kiko citou que o subsídio mensal dos legisladores está congelado desde agosto de 2014. “Agora iremos reduzir os valores das diárias. É um absurdo o que se paga ao vereador para ir [a serviço] a Porto Alegre. Isto dará diferença na vida de vocês, cidadãos”, enfatiza.
Protocolos desta Publicação:Criado em: 04/04/2018 - 11:14:54 por: Marcelo Ricardo Fiori - Alterado em: 05/04/2018 - 12:07:43 por: Marcelo Ricardo Fiori

Notícias