100%

Jorginho volta a pedir treinamento em primeiros socorros para professores 

Jorginho volta a pedir treinamento em primeiros socorros para professores  Professores e funcionários precisam saber como agir diante de urgências, afirma Jorginho
Com a Indicação 18/2018, encaminhada nesta semana à Prefeitura de Portão, Jorge Rodrigues Flores (PSB) solicita a implantação de um programa que capacite e oriente todos os membros do corpo docente e quadro funcional da rede municipal de ensino — inclusive as escolas de educação infantil — para a prestação de primeiros socorros. A medida, diz o vereador, é importante para que educadores e demais servidores das instituições estejam aptos a prestar o atendimento inicial a alunos em situações de urgência e emergência. O socialista cita que essa demanda já havia sido levada ao governo municipal em 2015 e também no ano passado através do Projeto de Lei Sugestão 09/2015 e da Indicação 05/2017.

“A sugestão é que os cursos de capacitação em primeiros socorros sejam ministrados por entidades municipais ou estaduais, especializadas em práticas de auxílio imediato e emergencial à população, como Corpo de Bombeiros, Serviços de Atendimento Móvel de Urgência, Defesa Civil, forças policiais, secretarias de Saúde e afins”, aponta o legislador, que defendeu a proposição ao ocupar a Tribuna do Legislativo na última segunda-feira, dia 9.

Conforme Jorginho, o intuito principal do programa é identificar e agir preventivamente em situações de emergências e urgências médicas, além de intervir corretamente no socorro imediato do acidentado até que o suporte médico especializado, local ou remoto, torne-se possível. “O conteúdo dos cursos de primeiros socorros deverão ser condizentes com a natureza e faixa etária do público atendido pelos estabelecimentos de ensino ou recreação”, acrescenta.

Notícias

Diego critica ações do governo municipal
Diego critica ações do governo municipal

Vereador do MDB diz que prefeito deveria manifestar-se publicamente para explicar as medidas que o governo tem tomado em relação à polêmica do IPTU. Correção da planta de valores segue em tramitação na Justiça e no Ministério Público de Contas.