100%

RGE recebe reivindicações da Câmara de Vereadores

RGE recebe reivindicações da Câmara de Vereadores Reunião ocorreu na manhã desta terça, no gabinete do presidente Kiko Hoff
Demandas de clientes da zona urbana e rural, além de questões de responsabilidade do poder público, pautaram reunião nesta manhã entre o Legislativo de Portão e a concessionária RGE Sul. Agendado por Diego Martins (MDB) a pedido do presidente Kiko Hoff (PDT), o encontro serviu para esclarecer uma série de dúvidas e encaminhar pedidos que a comunidade local seguidamente apresenta aos vereadores, como extensões de rede, troca de postes, podas de árvores e aumento de potência.

Consultor de negócios da RGE Sul, Thiago Pedroso de Oliveira explicou que é atribuição da Prefeitura instalar rede de luz em locais aonde a concessionária não possui clientes. “É exatamente o caso da rua Imbuia. Agora, irei reivindicar formalmente ao Município que tome as providências neste sentido, pois anteriormente me foi dito que isso caberia à distribuidora de energia”, comenta Diego.

Thiago anunciou aos vereadores que o atendimento à clientela portonense deverá ser facilitado em breve com a inauguração de uma base operacional no município. Além disso, ele esclareceu que a poda de árvores que ameaçam ou encostam nos cabos de energia é papel dos governos municipais, mas como não há um costume de se investir neste serviço, a empresa acaba por realizá-lo, porém atua segundo um plano de prevenção ou conforme a gravidade da situação. Também é preciso que a Prefeitura forneça a licença ambiental para cortar os galhos.

Com relação à substituição de postes, sobretudo na zona rural, a concessionária reconhece a deficiência, mas diz que há um cronograma a ser seguido. “Contudo, se houver um problema bem crítico de um poste caindo, comuniquem-nos que será averiguado”, assegura o consultor. Localidades com problemas de falta de luz ou oscilação da potência, caso do Sertão Capitava e da Cachoeira, entre outros, precisam sempre ser informados à concessionária, porque essas queixas comprovarão que a rede precisa ser revisada. Sem queixas formais de clientes, a identificação do problema fica mais difícil.

Problemas na rede da zona rural
Questionado pelos vereadores quanto à instalação de rede trifásica no interior do município, o representante da RGE esclareceu que o investimento não cabe a ela, mas sim ao consumidor final, que pode buscar apoio do poder público para subsidiar os custos, normalmente elevados. Neste sentido, o Alexsandro Argenta, o Leco (MDB), reafirmou a necessidade de ampliar a iluminação pública na rua Vereador Antônio Rodrigues da Rosa, localidade de Morretinhos — melhoria que agora passará a cobrar da Administração Municipal.

Kiko Hoff observou que precisa de canal direto com a distribuidora de energia para atender rápido as demandas das empresas de Portão, principalmente as novas indústrias que estão se instalando no condomínio do bairro Estação Portão. “Estamos sempre em busca de novos investimentos para que a cidade cresça e, nestas negociações, o fator disponibilidade de energia elétrica é levado em conta”, argumenta o presidente do Legislativo.

Da reunião também participaram os vereadores Paulo Ricardo Bonini (PP) e José Volmar Wogt (PDT), mais o supervisor da estação avançada da RGE Sul em Portão, Fábio Silva Sábio.

Notícias