100%

Leco fiscaliza empresas terceirizadas do Município

Por meio do Pedido de Informação 11/2018, Alexsandro Argenta (MDB), o Leco, busca acompanhar de perto a prestação de serviços terceirizados à Prefeitura de Portão. No documento encaminhado esta semana ao Poder Executivo, o vereador solicita formalmente cópia de contratos com empresas terceirizadas — inclusive com o nome dos proprietários e dos funcionários —, quais as tarefas que têm sido realizadas e todos os valores pagos desde o início de 2018. O emedebista reivindica até mesmo o contrato entre o Município e a empresa que está executando capina, roçada e pintura nas ruas da cidade. “Estas informações são necessárias para mantermos a transparência e o trabalho de fiscalização”, destaca.

Na sessão desta segunda, dia 25, Leco também protocolou a Indicação 44/2018 para que os estabelecimentos bancários veiculem material de divulgação sobre a proibição de venda casada de produtos e serviços. “A medida objetiva dar transparência às relações de consumo e promover maior respeito aos cidadãos por parte de instituições bancárias.”

O parlamentar argumenta que, apesar de o Código de Defesa do Consumidor proibir, muitos estabelecimentos bancários continuam fazendo venda casada, prática que ele gostaria que acabasse nas instituições financeiras de Portão por força de lei municipal. “Eu mesmo já fui fazer um empréstimo consignado e me disseram que só poderia contratá-lo mediante um seguro de vida”, recorda.
Protocolos desta Publicação:Criado em: 28/06/2018 - 07:31:32 por: Marcelo Ricardo Fiori - Alterado em: 28/06/2018 - 07:31:32 por: Marcelo Ricardo Fiori

Notícias