100%

Atendimento psicológico na rede municipal precisa ser retomado

Atendimento psicológico na rede municipal precisa ser retomado Diego: "CAPS não tem capacidade suficiente para atender a lista geral de espera pelo atendimento"
Diego Martins (MDB) encaminhou a Indicação 46/2018 ao Poder Executivo para que regularize a situação do atendimento psicológico às crianças da rede municipal. A medida é determinada por lei e, além disso, Portão já teve esse serviço especializado. Contudo, desde o início deste ano, a Secretaria da Educação não conta mais com profissional de psicologia, segundo ele.

Em sua justificativa, o parlamentar argumenta que a especialista desempenhava um papel relevante na cidade devido à desestruturação das famílias. “Até mesmo o meio em que as crianças vivem altera sua estrutura psicológica, o que atrapalha o rendimento escolar ou até mesmo suas atitudes de convivência entre os demais.”

O vereador aponta que outro problema sério é a centralização de encaminhamentos junto ao Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS), que por sua vez não tem capacidade suficiente para atender a lista única e geral de espera pelo atendimento.

“Se sabe que, cada vez mais, os adultos terceirizam a educação das crianças, deixando a criação para as escolas. Neste sentido, um psicopedagogo pode colaborar, porque mandar para a fila do Caps não dá, pois é muito grande.” Sem apoio especializado, a tendência é de agravamento das situações de violência em ambiente escolar, adverte Diego.
Protocolos desta Publicação:Criado em: 28/06/2018 - 09:03:24 por: Marcelo Ricardo Fiori - Alterado em: 28/06/2018 - 09:03:24 por: Marcelo Ricardo Fiori

Notícias