100%

Adair questiona acessibilidade de novo centro de eventos

Adair questiona acessibilidade de novo centro de eventos Adair afirmou também que os alagamentos ocorrem por falta de planejamento
Ao ocupar a Tribuna da Câmara na última segunda, 3 de setembro, Adair Rocha (MDB) defendeu o Pedido de Providência 99/2018, em que reivindica uma plataforma elevatória junto palco do novo Centro de Eventos Culturais e de Lazer, que foi erguido no lugar do antigo Galpão Crioulo. “Imaginem uma apresentação, por exemplo, da Apae. Como as pessoas subirão no palco se existe apenas uma escada? Um cadeirante não consegue”, constata. Na visão do emedebista, a obra apresenta erros desde o início do projeto, ainda na administração passada. “Até nem sei se já está pronto”, comentou.

Em seu pronunciamento, o parlamentar citou o caso do Ginásio Municipal de Esportes, que não possui rampa para facilitar o acesso de quem usa cadeira de rodas. Por causa disso, em maio do ano passado, durante a Semana Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, uma equipe de basquete sobre rodas precisou ser carregada no colo para ter acesso à quadra. “Falta vontade política, mas reconheço que outros governos não tiveram essa preocupação.”
 
Alagamentos
Na Tribuna, ele afirmou que os problemas de alagamento registrados nos últimos dias decorrem da falta de planejamento da cidade. “Quando cheguei aqui há 40 anos, a avenida Brasil recém estava sendo aberta. Não tem cano de mais de 40 cm. A única com cano de metro é a rua São Pedro. E, ao mesmo tempo, o município aumenta o número de casas e a população, gerando mais esgoto.”

Segundo ele, o problema também esbarra em burocracia e exigências legais que não permitem nem mesmo um desassoreamento de arroio mais profundo. O vereador lamentou também que o assunto só é debatido quando há inundações, sendo depois deixado de lado, sem avanços.
Protocolos desta Publicação:Criado em: 05/09/2018 - 12:52:38 por: Marcelo Ricardo Fiori - Alterado em: 05/09/2018 - 12:52:38 por: Marcelo Ricardo Fiori

Notícias