100%

Limpeza da cidade precisa da união da comunidade e do poder público, alerta Diego

Limpeza da cidade precisa da união da comunidade e do poder público, alerta Diego Diego Martins disse também que os carnês do IPTU 2019 deveriam ter sido entregues mais cedo
Fazer campanhas de conscientização nas escolas, multar quem joga lixo na rua e criar espaços onde as pessoas consigam depositar os resíduos que não podem ser descartados para recolhimento das coletas regulares. É somente com estes três principais eixos de ação que o Município de Portão terá boas condições de conservação do ponto de vista da limpeza urbana. Foi o que destacou Diego Martins (MDB) na sessão desta segunda, 1º de abril. “Quanto ao Ecoponto, eu cheguei a conseguir um empresário que doaria os materiais necessários para implantação, mas ocorreu. É má vontade política com vereador da oposição? Não sei.”

Na visão dele, a correta gestão dos resíduos representa economia aos cofres públicos, porque a despesa é maior à medida que equipes precisam ser deslocadas aos bairros para recolher os detritos pontualmente. Além disso, o lixo depositado em local errado muitas vezes acaba dentro das redes de drenagem e há ainda o risco de poluição ambiental. “Não podemos colocar tudo no colo da prefeitura. Será que todos estão fazendo a sua parte? Se não nos ajudarmos, não sairemos do buraco”, ressalta Diego.

Em seu discurso, ele também reivindicou que o Executivo passe a publicar no Portal da Transparência a lista das pessoas que esperam por vagas nas creches municipais, porque os vereadores são cobrados neste sentido pela população. “Há um medo de que ocorram métodos do passado em que pessoas eram privilegiadas. Então peço mais transparência.”

Com relação ao IPTU 2019, cuja prorrogação de prazo foi formalmente solicitada por ele na última semana, o emedebista disse que faltou planejamento por parte da Secretaria da Fazenda, porque os carnês deveriam ter sido entregues com maior antecedência.

Para ele, a novo prazo de vencimento deveria ter sido anunciado antes, pois só foi comunicado na noite do dia 29, ou seja, após o limite inicialmente estabelecido. “Ficou muito em cima do laço. As pessoas que recebem no quinto dia útil não conseguiram se organizar [para pagar à vista] devido ao grande aumento que teve no ano passado.”
Protocolos desta Publicação:Criado em: 03/04/2019 - 11:23:04 por: Marcelo Ricardo Fiori - Alterado em: 03/04/2019 - 11:35:12 por: Marcelo Ricardo Fiori

Notícias